Volte ao SPIN

SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63

SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74

sábado, 30 de março de 2013

Uma coisa pode ser outra


Quem disse que isso é necessariamente decoração e não ensinamento
????????????????
A única diferença entre as pessoas é que uma relatam e outras delatam
Relatar implica em ver com deiscência abertura perfeição, por favor, perfeição não tem nada a ver com o perfeccionismo neurótico de H, aquele que inventou a Segunda Mundial e, em nome da pureza espiritual sexual material matou milhões como se fosse era spin faxineiro e nenhum demérito, aqui, contra esses profissionais, pelo contrário eles são divinos, não esqueço da gentileza da Dona Margarida, a única que me deu atenção no Tribunal de Justiça quando cheguei como posso então depreciá-los diminui-los se posso relatá-los olhá-los sê-los

sexta-feira, 29 de março de 2013

SpinLeaks


Ter, 24 Mai 2005 às 11:34
24 Mai 2005
de jose carlos lima para você + 42 mais

A História de Idéia. Capítulo 65-I e adiante 


Não à censura!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
65-I
E qual era o pesadelo??????????

Conjuração=morte_morte=conjuração=morte=teocracia

Morte a todas as teocracias
Sonhou que haviam se apropriado deste manual=lexômetro
Não para se libertar=ensinar
Mas para prender=matar
Não à morte
Não à apropriação, por parte de grupos=governos=teocracias=democracias
No sonho, usaram, não o livro todo
Mas apenas partes=fragmentos
Aqueles que bem entenderam
E assim implantaram uma teocracia
E proibiram

SpinLeaks


O encerramento foi provocado porque
(     )ficou chato
(     )virou rotina
(    )eu no ar, feito uma pluma, longe da realidade, ou seja, noutra, fui furtado por um cabo eleitoral do Íris Rezende, spin rato, humano. Então não quero mais ficar no ar. Aterrizei. O que ele furtou? Não sei. Furtou minha paciência, minhas energias, meu saco, enfim, isto me estressou.  Ele era um vampiro e não percebi isso. O que ele furtou? Não sei. Talvez folhas de cheque, fitas de vídeo, fotos, pedaços desta anamnese.  Não sei o que ele furtou. Foi no que deu este lance de ficar  no ar, feito uma pluma, uma boba.
(     )não quero  continuar a obra
(     )esta obra não passa de uma grande encheção de saco
(      )não quero mais. Quero por os pés no chão, pois tem muita gente por aí que adora que a gente fique no